Editorial Arauto 62

Férias…

Em época de férias, todos pensamos em lazer, descanso ou diversão, mas um “escuteiro adulto” não faz férias nas suas preocupações sociais, responsabilidades de cidadania ou obrigações morais.

Enquanto Escuteiros, todos conhecemos Baden Powell, mas nem todos conhecem toda a obra que nos deixou, sendo que nesta altura e dada toda a conjuntura global, neste mundo cada vez mais globalizado, julgo importante lembrar e relembrar alguns pontos importantes.

Do livro Baden Powell Hoje, BP define as seguintes possibilidades do Escutismo:

  • Fazer do individuo um cidadão ativo e feliz;
  • Levar o indivíduo a trabalhar para a comunidade;
  • Reforçar a própria fraternidade, criar um bem-querer internacional que seja um passo em frente para a paz permanente, dentro da sociedade

Como todos os ensinamentos de BP, estas possibilidades, são um aprofundar do senso comum, i.é, todo o ser humano pretende a felicidade, a paz e viver harmoniosamente em comunidade.

O Escutismo vivido com base nestas possibilidades ajuda o praticante, o escuta, a tornar-se um ser humano completo, interventivo, analítico, ativo, que vive em paz consigo mesmo, logo com a sua comunidade.

Estes pilares propostos por BP estão diretamente ligados, se não, vejamos, o cidadão consegue obter verdadeiramente a felicidade se for pró-ativo com a sua comunidade, se tivermos comunidades que vivam estes valores de solidariedade e fraternidade, facilmente conseguiremos ter paz permanente. Mas isto só é possível se os valores escutistas forem vividos na sua plenitude e sem qualquer interesse, ou seja se cada individuo preocupar-se mais com a comunidade do que consigo próprio – Cidadão Fraterno.

O Cidadão Fraterno é um individuo que em qualquer comunidade que se insira, vive os pilares das possibilidades do escutismo com elevados valores de solidariedade, que age para melhorar, que partilha com o mundo globalizado estes mesmos valores, que se une aos outros indivíduos que sigam os mesmos valores. Todos formamos uma comunidade internacional em que a noção fundamental de solidariedade esta sempre presente, e que nos une nos mesmos objetivos de criar um mundo melhor.

Aproveitemos o período de férias para meditar sobre o que somos verdadeiramente e o que pretendemos ser, e como podemos em conjunto deixar o mundo melhor.